OCRA: o que é e como funciona este método?

19/12/2018

OCRA: o que é e como funciona este método?

O Método OCRA foi desenvolvido em 1998 por Colombini, Occhipinti e Greco com o objetivo de promover a prevenção de distúrbios musculoesqueléticos de membros superiores.

 

Esta ferramenta é aplicável a trabalhos com uma única tarefa repetitiva ou multitarefas, onde centraliza-se a análise nos membros superiores como ombro e braço (flexão, extensão e abdução), cotovelo (flexão, extensão e supinação (com a palma da mão para cima) e pronação (com a palma da mão para baixo)), pulso (flexão, extensão, desvio lateral), mãos e dedos (movimento de pega).

 

O OCRA pode ser utilizado em análises das tarefas de tempo de ciclo e de duração de períodos de pausa, possuindo os seguintes cálculos:

 

- Cálculo das ações técnicas realizadas durante as tarefas repetitivas, da frequência da ação e das ações totais realizadas. Nesta fase deve-se contar as ações técnicas de cada uma das tarefas, sendo necessária a gravação de vídeo da atividade.

 

- Cálculo das ações técnicas recomendadas, onde se calcula mediante a uma fórmula que leva em consideração a duração de cada tarefa repetitiva, um fator relacionado a falta de recuperação e fatores multiplicadores de acordo com o comportamento da força, postura, repetitividade e fatores de risco de elementos adicionais (inclui-se ferramentas vibrantes, exposição a frio, uso de luvas, entre outros).

 

- Cálculo do índice OCRA, onde compreende-se o resultado de dividir as ações técnicas realizadas e as recomendadas que foram calculadas nas fases anteriores. Se propõem três níveis de risco (verde, amarela e vermelho). É considerado o método referência para a avaliação de risco de TME (tempo médio de espera) derivados das tarefas repetitivas. Além disso, a própria norma indica um ótimo uso em propostas preventivas.

 

No curso ISO 11228-3 e ISO TR 12296 serão abordadas ferramentas como o OCRA, MAPHO, PTAI, entre outras para análises de atitivades ocupacionais e não ocupacionais. Saiba mais sobre o curso através também dos fones (47) 3037-5135 e (47) 99760-2211.

 

Referência: Métodos de Evaluación Ergonómica – Fundación para la Prevención de Riesgos Laborales - 2015
Compartilhar